Monstro do Pântano (Brainstore)

Monstro do Pântano
________________________________________________


Foi publicado entre outubro de 2002 e novembro de 2003. Lançada em formato americano com páginas em preto e branco. Distribuição irregular.

Monstro do Pântano foi criado por Len Wein e Berni Wrightson. Ele apareceu pela primeira vez na House of Secrets #92 (Julho de 1971) em uma história de horror no início do século 20 (escrito por Wein e ilustrado por Wrightson). O Monstro do Pântano, em seguida, foi devolvido à sua própria série, ambientado no mundo contemporâneo e na continuidade do universo DC em geral. O personagem é uma massa humanoide de matéria vegetal que luta para proteger sua casa do pântano, o ambiente em geral, e da humanidade a partir de várias ameaças sobrenaturais ou terroristas.

A primeira série do personagem em título próprio foi entre 1972 e 1976 e teve 24 edições, mas o personagem encontrou sua maior popularidade durante os anos 1980 e início dos anos 90. 


Em 1982, a DC Comics reviveu a série Swamp Thing, na tentativa de capitalizar sobre o lançamento de verão do filme de Wes Craven de mesmo nome (o renascimento tinha sido originalmente planejado para 1978, mas foi uma vítima da crise de mercado na época). A nova série iniciou com o título Saga of the Swamp Thing (a partir da edição 30 seria apenas Swamp Thing como título), agora escrita por Martin Pasko, a revista continuou após o aparecimento de Swamp Thing nas páginas da revista Challengers of the Unknown, com o personagem vagando os pântanos da Louisiana como uma espécie de lenda urbana que era temido pelos moradores. 

Quando Pasko teve de desistir de trabalhar no título devido a compromissos de televisão aumentando, o editor Len Wein atribuiu o título para o escritor britânico Alan Moore. Quando Karen Berger assumiu o cargo de editor, Moore teve carta branca para reformular o título e o caráter do personagem como ele achasse melhor. A reformulação de Moore em Swamp Thing fez com que ele fosse reconfigurado para fazer dele um verdadeiro monstro em oposição a um ser humano. Em sua primeira edição, ele varreu a maior parte do elenco de apoio que Pasko tinha introduzido no seu ano e meio como escritor.

The Swamp Thing de Moore teve um efeito profundo sobre as principais revistas em quadrinhos, sendo o primeiro terror em quadrinhos a abordar o gênero a partir de um ponto de vista literário e ampliou o escopo da série incluindo ecologia e preocupações espirituais, mantendo o seu horror-fantasia fixo. Saga of The Swamp Thing foi a primeira revista a abordar histórias diretamente para o público adulto.

No Brasil o personagem passou por diversas editoras desde sua estreia, como Ebal, Abril, Metal Pesado, TEQ, Atitude e Opera Graphica. Estes encadernados da Brainstore reproduzem exatamente o conceito original,  com as histórias exclusivas da fase de Alan Moore, porém sua publicação foi incompleta, com apenas 3 volumes lançados e não os 6 totais.

Segue abaixo a relação dos encadernados com as histórias exclusivas da fase de Alan Moore:
Volume 01: reúne Swamp Thing (2nd Series) #21-27
Volume 02: reúne Swamp Thing (2nd Series) #28-34, Annual #02 e House of Secrets #92
Volume 03: reúne Swamp Thing (2nd Series) #35-42

  Galeria de Capas:

Edição 001
Outubro de 2002

Edição 002
Fevereiro de 2002

Edição 003
Novembro de 2002






 
O conteúdo deste site é exclusivamente informativo, não tem fins lucrativos. Seu objetivo é servir como fonte de pesquisa para todo o público interessado. Respeitamos e sempre fazemos referência aos direitos autorais dos criadores dos Personagens, das Editoras e dos Artistas. Copyright © | Enciclopédia HQ 2013 | Todos os Direitos Reservados