Spektro (Vecchi)

Spektro
___________________________________________________________________________


Publicado entre Janeiro de 1977 e Agosto de 1983. Foram lançdas 28 edições em formato 13,5 x 19 cm, com média de 160 páginas em preto e branco cada edição. Distribuição especial.

Spektro começou como uma experimentação na extinta revista Eureka, que publicava quadrinhos dos mais variados tipos, gêneros e origens nacionais, tanto que nas capas de Spektro era grafado "Eureka Terror Apresenta - Spektro, a revista do terror".(Wikipédia)

Quem estava no comando era Ota ("eterno" editor da tradicional MAD, na época editada na própria Vecchi), vindo da EBAL em plena decadência. Ota permaneceu a frente da Spektro e das outras revistas de terror da Vecchi até o decreto da falência da editora (em 1982/1983). Sobrenatural e Histórias do Além serviam para escoar as histórias consideradas inferiores, de segunda, dos carros-chefes Spektro e Pesadelo, material que sobrou, testes e até mesmo material de novatos, como incentivo. O primeiro número na verdade veio com o nome "As histórias sobrenaturais do Dr. Spektro". (Wikipédia) 

A princípo em Spektro era publicado exclusivamente material estrangeiro do personagem Dr. Spektro (daí veio o nome da revista) da editora estadunidense Gold Key. Como o número de histórias da personagem era pequeno e a repercussão entre os leitores foi positiva, a partir da segunda edição, foram adicionadas histórias da editora Fawcett (Dr. Morte e Dr. Mistério) e republicações de material brasileiro da década de 1960, que foram publicados a priori na revista Clássicos do Terror da Editora Taika. Depois, estrearam em Spektro histórias da editora Charltron Publications (Dr. Graves). Algumas dessas histórias estrangeiras da Charlton Comics não eram de terror e sim tendiam mais para o lado de ficção científica. (Wikipédia)

O título também publicou clássicos da literatura, como Edgar Allan Poe (O Corvo; Máscara da Morte Rubra) e Eça de Queiróz (O Defunto).

O cancelamento da revista se deu pela falência da editora Vecchi. Posteriormente algumas editoras tentaram, sem sucesso, resgatar o título, como no caso da Press editorial que lançou apenas três edições do título Spektros e em 1994 a Otacomix lançou uma nova edição de Spektro, mas pelo péssima distribuição a edição não passou da primeira numeração.

Outras editoras republicaram alguns materiais nacionais que saíram originalmente em Spektro, como no caso da Ediouro que lançou em 1995 o título Coleção Assombração, tendo muito material de Spektro e também do título Pesadelo.

 Galeria de Capas:

Edições 001 ao 005
______________________



Edições 006 ao 010
______________________



Edições 011 ao 015
______________________



Edições 016 ao 020
______________________



Edições 021 ao 025
______________________



Edições 026 ao 028
______________________


 
O conteúdo deste site é exclusivamente informativo, não tem fins lucrativos. Seu objetivo é servir como fonte de pesquisa para todo o público interessado. Respeitamos e sempre fazemos referência aos direitos autorais dos criadores dos Personagens, das Editoras e dos Artistas. Copyright © | Enciclopédia HQ 2013 | Todos os Direitos Reservados