Hellblazer #001-050

Hellblazer
________________________________________________

Publicada entre Janeiro de 1988 e Abril de 2013. Foram lançadas 300 edições em formato Americano, com 32 páginas coloridas cada edição. Distribuição Mensal.

Após reação do favorável do leitor às aparências de John Constantine nos quadrinhos do Monstro do Pântano, onde ele havia sido introduzido por Alan Moore durante sua autoria no título, o personagem ganhou sua própria série mensal em 1988.

A equipe inicial foi o escritor Jamie Delano e artista John Ridgway, com Dave McKean fornecendo pinturas distintas nas capas. Delano introduziu um aspecto político para o personagem, sobre o qual ele declarou: "... geralmente eu estava interessado em comentar a década de 1980, a Grã-Bretanha que foi onde eu vivi e era uma merda, e eu queria dizer a todos..". Delano escreveu as edições 01 ao 40 e 84.

O escritor irlandês Garth Ennis assumiu o título em 1991. Foi o escritor que mais tempo permaneceu na série e considerados por muitos críticos como a melhor fase do personagem. Ele propôs temas fortes, religiosos, mostrando a relação de Constantine com o Primeiro dos Caídos e a polêmica história entre um anjo, Tali, e um demônio caído, que mais tarde teria uma idéia semelhante em outra série premiada, Preacher. O escritor esteve frente à série nas edições 41ao 83 e retornou posteriormente nas edições 129 ao 133.

Paul Jekins assumiu o título das edições 89 ao 128. Ele emprega um estilo anarquista, semelhante ao Jamie Delano, tendo muitas críticas ao cenário político.

Warren Ellis assumiu o título em 1999, após seu trabalho em Transmetropolitan, que se mudou para o selo Vertigo, após o encerramento do Helix Comics. Ele foi concebido para se tornar um escritor em tempo integral durante várias edições (134 à 143), como Delano, Ennis e Jenkins antes dele, mas deixou o título logo após DC se recusar a publicar a história "Shoot", sobre tiroteios em escolas de Ensino Médio, por causa do massacre ocorrido na Escola Columbine, apesar de ele ter escrito e apresentado o material antes do evento. A história foi finalmente publicada em 2010.

Outros escritores importantes tiveram sua passagem pelo título como Brian Azzarello nas edições 146 à 174; Mike Carey nas edições 175 à 215 e 229, Denise Mina nas edições 216 à 228, Andy Diggle nas edições 230 à 249 e Peter Milligan que começou na edição 250 e finalizou na última edição, 300.

O cancelamento do título se deve ao sucesso que personagem teve após a reformulação da editora DC em 2011, então a editora cancelou este título com temática adulta e começou a publicar uma versão mais jovem do personagem no universo normal, com o título de Constantine.


  Galeria de Capas:

Edições 001 ao 005
______________________



Edições 006 ao 010
______________________



Edições 011 ao 015
______________________


Edições 016 ao 020
______________________


Edições 021 ao 025
______________________


Edições 026 ao 030
______________________


Edições 031 ao 035
______________________


Edições 036 ao 040
______________________


Edições 041 ao 045
______________________


Edições 046 ao 050
______________________



Retornar ao Menu   #001-050   #051-100   #101-150   #151-200   #201-250   #251-300 
 
O conteúdo deste site é exclusivamente informativo, não tem fins lucrativos. Seu objetivo é servir como fonte de pesquisa para todo o público interessado. Respeitamos e sempre fazemos referência aos direitos autorais dos criadores dos Personagens, das Editoras e dos Artistas. Copyright © | Enciclopédia HQ 2013 | Todos os Direitos Reservados